Presidente da Câmara de Feira diz que vai entregar à polícia provas da tentativa de Colbert de forjar escândalo sexual

O presidente da Câmara dos Vereadores de Feira de Santana, Fernando Torres (PSD), afirmou, durante sessão parlamentar, ter ouvido presencialmente uma ligação entre o ex-vereador Irmão Fernando e uma mulher que estaria sendo contratada, a mando do prefeito Colbert Martins (MDB), para forjar uma acusação de estupro contra o vereador Paulão do Caldeirão (PSC). 

A denúncia já havia sido feita pelo próprio Paulão, em sessão na quarta-feira (6). Torres afirma ter estado ao lado da mulher quando o irmão de Colbert entrou em contato com ela para tratar do assunto. 

“Estávamos conversando com a mulher que iria fazer esse serviço para o prefeito e o delinquente do Irmão Fernando ligou para ela, que colocou no viva voz. Ele, sem saber que a gente estava ali, confirmou tudo e eu escutei e fiquei perplexo”, afirmou.

Neste momento, Paulão abre os microfones para dizer que, caso Torres e os outros vereadores aceitassem, ele colocaria a gravação ao vivo da chamada entre Irmão Fernando e a mulher. 

O presidente da Câmara, então, diz: “nós iremos levar [a gravação] para a polícia. Isso é caso policial”. E continua: “e temos a confirmação de que a principal assessora do prefeito Colbert foi até a casa da mulher para acertar os valores para o trabalho. Nós temos que pedir o afastamento dela”. 

*G1