Lauro de Freitas aplica 1ª, 2ª e 3ª doses de vacinas contra Covid-19 nesta terça-feira (4)

Na manhã desta terça-feira (4), das 8h às 12h, a Prefeitura de Lauro de Freitas realiza a vacinação contra a Covid-19 em diversos públicos. Serão imunizadas com a 2ª dose da Pfizer, pessoas com prazo marcado até o dia 4 de janeiro. Poderão se vacinar com a 1ª dose o público com idade a partir de 12 anos e com a 3ª pessoas a partir de 24 anos, que já tenham ao menos quatro meses após a 2ª dose.

A 3ª dose será disponibilizada ainda para imunossuprimidos com 28 dias após a 2ª dose, com apresentação de relatório médico, além de profissionais de saúde com quatro meses após a segunda dose, independente da faixa etária de ambos os públicos. Gestantes e puérperas também poderão ser vacinadas com a 1ª e 2ª dose, desde que apresentem relatório médico atualizado (original e cópia), documento oficial com foto e cartão do SUS.

Os públicos que serão vacinados com a primeira dose, deverão apresentar documento oficial com foto, cartão do SUS e comprovante de residência. Quem vai tomar a 2ª ou 3ª dose basta estar em mãos com o cartão de vacinação e documento de identificação. A Prefeitura de Lauro de Freitas vai disponibilizar 10 locais para vacinação nesta terça-feira.

Locais de vacinação

Drivers do Ginásio de Esportes do Aracuí e no Colégio Municipal Dois de Julho, além das Unidades de Saúde da Família Irmã Dulce e Vila Nova, em Portão; Vida Nova; Tarumã e São Judas Tadeu, na Itinga; Manoel José Pereira, no Capelão, além das USFs Pe. João Abel, no Jambeiro, e Antônio Rodrigues, no Bairro de Areia Branca.

População ansiosa por vacinação infantil

Francis Neuma aproveitou a primeira segunda-feira do ano (03) e foi levar a filha adolescente para tomar a 2ª dose da vacina contra a Covid-19 no drive do Ginásio de Esportes do Aracuí em Lauro de Freitas. A jovem Raniele Gomes, 12 anos, é a caçula da família e a última que se protegeu contra a doença. “Em casa só faltava ela tomar a vacina, assim que completou a idade eu trouxe, por isso acho importante a proteção ser ampliada para as crianças”, defendeu a dona de casa.

Com opinião semelhante, Denise Ortega, que tomou a dose de reforço, afirma que convive com muitas crianças e destaca a importância da imunização para os pequenos. “De acordo com a avaliação técnica da Anvisa, a vacina para as crianças é segura. As crianças precisam ser protegidas porque elas têm menos formas de evitar a doença por estarem sempre muito próximas”, disse a aposentada.

Para Mariana Mota, que tomou a 3ª dose, mesmo após ser vacinada os cuidados devem continuar os mesmos. “Durante as festas nós ficamos em casa na companhia de parentes muito chegados. Tudo para evitar a contaminação, ainda mais por ter duas crianças que ainda não se vacinaram”, contou.

*Ascom